11 fevereiro, 2015

Resenha #41: Belleville - Felipe Colbert

Título Original: Belleville
Autora: Felipe Colbert
Editora: Novas Páginas
Páginas: 304
Avaliação: ♥♥♥ + 
Onde Comprar: Aqui

Sinopse: Se pudesse, Lucius aterrissaria em 1964 para ajudar Anabelle a realizar o grande sonho do seu falecido pai! De quebra, ajudaria a moça a enfrentar alguns problemas muito difíceis, entre eles resistir à violência do seu tio Lino. Claro que conhecer de perto os lindos olhos verdes que ele viu no retrato não seria nenhum sacrifício...

Sem conseguir explicar o que está acontecendo, Lucius inicia uma intensa troca de correspondência com a antiga moradora da casa para onde se mudou. Uma relação que começa com desconfiança, passa pelo carinho e evolui para uma irresistível paixão – e para um pedido de socorro...



Belleville narra a história de Lucius, um bom rapaz que vai para Campos do Jordão cursar a faculdade de Matemática, seu grande sonho, e passa a morar numa casa velha, onde encontra uma foto da antiga moradora, Anabelle, e uma carta escrita em 1964 pela mesma, onde ela pede que o futuro morador termine o projeto de seu pai, uma montanha-russa no terreno da casa chamada Belleville.

Lucius sabe que é um projeto praticamente impossível, então escreve outra carta para deixar junto àquela, reforçando o pedido da moça ao próximo morador, já que ele não tem recursos suficientes. Entretanto, o estudante não consegue esquecer a ideia e, dias depois, volta ao local em que as cartas estão enterradas para retirar a sua, mas se surpreende ao perceber que alguém a trocou por outra e que essa outra é, na verdade, uma resposta de Anabelle.

A partir dai, ele começa a se corresponder com a moça, mesmo sem acreditar que aquilo possa ser real, afinal Anabelle já deveria ter quase 70 anos e não conseguiria invadir o terreno toda noite para colocar outra carta na caixa, certo? Mas nem Lucius, nem a pessoa que responde suas cartas, seja quem for, se importam com isso, porque logo de início já rola uma amizade quase que instantânea, um encontra no outro apoio para passar pelas diversas dificuldades, como a perda dos pais e problemas financeiros.

Com o passar do tempo, eles começam a creer que, de alguma forma, estão mesmo se comunicando de épocas diferentes, com cinquenta anos de diferença e essa amizade se transforma em amor. Não poderia faltar um bom romance, né? 

O amor motiva Lucius a desistir de seus sonhos e se jogar de cabeça na construção de Belleville, o que ele não esperava era que houvesse alguém fazendo mal a Anabelle e querendo mais que tudo ver a montanha-russa destruída: o tio dela. 

A trama é incrível, bem construída, muito bem narrada pelo ponto de vista dos dois personagens principais e o vocabulário condiz com cada época. Todos esses pontos fizeram com que a leitura se tornasse leve e fluísse rapidamente. Muito recomendado.


© Devaneios Estrellares - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Design Divino.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo