01 novembro, 2014

Resenha #33: Trilogia Elixir.



Título Original: Elixir, Devoted, True.
Autor (a): Hillary Duff
Classificação: ♥♥♥
Páginas: 280, 315, 264.
Onde comprar? Aqui

Sinopse:Com seus dezessete anos, Clea Raymond vem sentindo o brilho dos holofotes desde que nasceu. Filha de um renomado cirurgião e uma importante política, ela se tornou uma talentosa fotojornalista, refugiando-se em um mundo que a permite viajar para diversos lugares exóticos. No entanto, após seu pai ter desaparecido em uma missão humanitária, Clea começa a perceber imagens sinistras e obscuras em suas fotos revelando um belo jovem — um homem que ela nunca viu antes.

Quando o destino faz Clea se encontrar com esse homem, ela fica espantada pela conexão forte e instantânea que sente por ele. Conforme se aproximam e se envolvem no mistério do desaparecimento do pai de Clea, eles descobrem a verdade secular por trás dessa intensa ligação. Divididos por um amistoso triângulo amoroso e assombrados por um poderoso segredo que afeta seus destinos, eles embarcam em uma corrida contra o tempo para desvendar seus passados e salvar suas vidas - e seu futuro.
Resenha: Bom gente vocês devem estar com saudades das resenhas e eu estava de escreve-las. O mês de outubro foi um mês que eu li bastante coisa e sai bastante da minha zona de conforto pra buscar novos autores, e ai eu comprei o resto da trilogia da Hillary Duff (por que estava em promoção) e acabei me decepcionando um pouco.
A resenha é geral da trilogia pra vocês não ter que estar esperando. 

Elixir: O primeiro livro é o meu favorito, mesmo sendo meio confuso em algumas partes. O universo da Clea é algo totalmente do que eu já vi, porem sinceramente parece uma fanfic, a autora puxou demais para o lado espiritual e acabou deixando várias coisas passar, e investiu em romance fraco.

Devoted: O segundo livro já começa cheio de ação, mas essa coisa do lado espiritual e a ligação da Clea, Ben e o Sage é muito confusa, e quando tu chega no meio do livro tem vontade de abandonar porque não intende nada. A Hillary tentou fazer um triangulo amoroso mas depois reverteu isso e eu simplesmente ODIEI, se você faz um triangulo você tem que manter ele. O final do livro foi a parte mais emocionante

True: O final da trilogia poderia ter sido melhor se não houvesse a troca de personalidade de Sage, aconteceu muita coisa que eu estou tentando não contar, uma coisa que eu não gostei foi à fragilidade que ficou a amizade da Clea e Rayna, o desfecho foi totalmente chato, e desinteressante e espero que a Hillary não escreva mais.
© Devaneios Estrellares - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Design Divino.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo